ASSOCIE-SE AGORA!

Noticias

voltar

Derrota no Vale

Na estreia do técnico Leocir Dall’Astra, o Passo Fundo enfrentou o líder do Gauchão 2017. O Novo Hamburgo vinha de uma campanha impecável até aqui: cinco vitórias nos cinco primeiros jogos do campeonato. O Tricolor foi até a região metropolitana de Porto Alegre nesta segunda-feira (06), em busca de um bom resultado. Com esquema tático alterado, o Passo Fundo entrou em campo com três modificações no time titular em relação ao último jogo contra o Juventude. A volta do lateral-esquerdo Xaro, que estava suspenso, a entrada do volante Kasado e do meia Anderson Paraíba no time foram as novidades na equipe que iniciou o jogo. Rodrigo Possebon e Saimon não viajaram com a delegação com problemas musculares. Danilo, Gênesis e Gustavo Miranda também estão entregues ao departamento médico.

O JOGO

O jogo começou movimentado no Estádio do Vale. Os dois times criaram chances e perigo em contra-ataques. Mas logo aos 11 minutos, o Noia abriu o placar. Após escanteio cobrado por Jardel, no canto direito de ataque, Júlio Santos subiu para testar com firmeza no canto do goleiro Fernando Jr. e marcar o primeiro gol da partida. Mesmo com a desvantagem no placar, o Passo Fundo não se intimidou. E aos 31 minutos o empate chegou. Xaro, pela esquerda, cruzou no segundo pau e Saldanha cabeceou em direção ao gol. A bola ainda bateu no travessão e sobrou para Brandão complementar e deixar tudo igual no placar. Depois do gol, o Tricolor dominou o jogo e pressionou o Novo Hamburgo em busca da virada até os minutos finais do primeiro tempo.  

Na etapa final, o time da casa fez o segundo gol logo cedo, aos 5 minutos. João Paulo, artilheiro do Gauchão, aproveitou cruzamento rasteiro de Léo, desviou e marcou. Precisando de um gol, o técnico Leocir Dall’Astra mexeu no time. Entraram Giovani e Felipe Nunes, no lugar de Kasado e Brandão. Mas parecia não ser a noite do Passo Fundo. Jardel, novamente, cobrou falta e Júlio Santos marcou seu segundo gol na partida, ampliando o placar. O Tricolor ficou com um jogador a menos após Mikael cometer falta e levar o segundo cartão amarelo. No final, João Paulo, de pênalti, deu números finais à partida. Novo Hamburgo 4×1 Passo Fundo.

PRÓXIMOS DESAFIOS E RETORNOS

Após o jogo, o técnico do Passo Fundo, Leocir Dall’Astra, ressaltou a boa atuação do time no primeiro tempo. “No primeiro tempo, estávamos equilibrados e conseguindo jogar mais que o adversário. Nosso time chegou várias vezes ao ataque, criamos possibilidades, chutes, escanteios. Depois que tomamos o gol, melhoramos bastante e tomamos conta da partida, ao não ser os contra-ataques que eram muito perigosos”, disse o estreante. Leocir também lembrou da expulsão do meia Mikael e os erros na bola parada tricolor. “Acho que tivemos um erro gravíssimo da arbitragem, ali perdemos um jogador importante e aí ficou difícil. Mas não podemos tomar dois gols de bola parada, é inadmissível.

Agora temos que pôr a cabeça no lugar, centrar bem porque temos dois jogos para reverter a situação” finalizou o comandante. Agora o Passo Fundo tem dois jogos em casa, o primeiro, no próximo domingo (12), contra o São José e no dia 19, o Tricolor recebe o Cruzeiro no Estádio Vermelhão da Serra. Rodolfo Mól, com terceiro cartão amarelo e Mikael, expulso, desfalcarão a equipe.

FICHA TÉCNICA

Trio de arbitragem: Érico Andrade, Jorge Eduardo Bernardi, Gustavo Marin Schier

Passo Fundo: Fernando Jr, Maicon, Rodolfo Mól, Juan Sosa, Xaro; Kasado (Giovani), Jessé, Mikael, Anderson Paraíba (Felipe Chagas), Saldanha e Brandão (Felipe Nunes) 

Técnico: Leocir Dall’Astra

Novo Hamburgo: Matheus Cavachioli, Léo (Angelo), Júlio Santos, Pablo, Amaral; Assis, Jardel, Branquinho, Juninho (Renan), Conrado (Júlio Abu) e João Paulo

Técnico: Beto Campos

PRÓXIMO JOGO

Passo Fundo

x

Brasil de Pelotas

  • Data: 29/03/2017 / 21:45
  • Local: Estádio Vermelhão da Serra
  • Ingresso: Arquibancadas - R$30,00, Cadeiras - R$50,00
VER DETALHES DA PARTIDA

SOCIAL MÍDIA

COMPARTILHE